domingo, 30 de agosto de 2015

Immigrant Clandestine - Imigrante Clandestino

CHEGA DE MENTIRAS DOS EUA E DO PIG!
================================================
SENTA PUA PUTIN!
DESCE A MADEIRA CHINA!
ACABA COM ELES IRAN!
================================================
RUSSIA DE PUTIN FEZ O QUE OBAMA NÃO QUIZ FAZER:

ACABAR COM TERRORISMO DO ESTADO ISLÂMICO!
================================================

Acabou o engodo americano, que dizia combater de verdade o EI- Estado Islamico, também chamado de ISIS.

A Russia em 3 dias fez o que os americanos não fizeram, e não quizeram fazer, ficaram nos enganando em mais de 3 anos.

A aviação militar russa realizou 60 ataques na Síria neste sábado (3/10/2015) e atingiu mais de 50 bases estratégicas do grupo terrorista Estado Islâmico (EI, ex-Isis), informou o vice-secretário de Estado, Andrei Kartapolov.

O governo da Rússia anunciou ainda que intensificará suas ações no território sírio e reiterou que está disposto a se unir com outros “países interessados” – em uma clara referência aos Estados Unidos e a coalizão internacional.

Segundo dados de Kartapolov, mais de 600 militantes do EI fugiram de seus postos de comando e “diversos mercenários” começaram a desertar e estão a caminho da Europa.

http://correiodobrasil.com.br/russia-amplia-ataques-aereos-e-ja-destruiu-50-bases-do-ei/?ref=yfp

Putin revela exactamente quien apoya a ISIS






Senegalês tem corpo queimado enquanto dormia em Santa Maria







Em Março de 2011, dizia uma manchete: "'Milhares de pessoas irão invadir a Europa a partir da Líbia. E não haverá ninguém para detê-las', advertiu Kadafi".
Em uma entrevista a uma revista francesa chamada Le Journal du Dimanche, Kadafi disse assim:
"Se nos ameaçarem, se nos desestabilizarem, iremos à confusão, a Bin Laden, a grupos armados. Vocês terão imigração, milhares de pessoas que invadirão a Europa a partir da Líbia. E não haverá ninguém para detê-las."
"Haverá uma jihad islâmica diante de vocês, no Mediterrâneo. Eles atacarão a 6ª frota americana, haverá atos de pirataria aqui, às suas portas, a 50 km de suas fronteiras. Os homens de Bin Laden vão cobrar resgates em terra, em mar. Será realmente uma crise mundial e uma catástrofe para todo o mundo. Eu não deixarei isso ser feito."
"Fico realmente surpreso que não se entenda que o que ocorre aqui (na Líbia) é uma luta contra o terrorismo", acrescentou. "Por que quando estamos em combate ao terrorismo aqui na Líbia não vêm nos ajudar?", indagou Kadafi, ao destacar que, nos últimos anos, seu país cooperou muito no assunto.


Cartunista entendeu tudo direito... 
Eles (cartunistas) parecem ter mais compreensão política 
e clareza do que todos os políticos juntos "

Parece 2015, mas Kadafi faleceu em Outubro de 2011, por uma "revolução" patrocinada pelos Estados Unidos com direito a bombardeios dos próprios estadunidenses e entrada de grupos que hoje os mesmos combatem (Tipo Estado Islâmico) na Líbia com financiamento da OTAN combatendo em nome dos Líbios, ou melhor, do imperialismo.

WikiLeaks: EUA armaram Estado Islâmico e se recusaram a ajudar Síria no combate ao grupo

http://limpinhoecheiroso.com/2015/09/11/wikileaks-eua-armaram-estado-islamico-e-se-recusaram-a-ajudar-siria-no-combate-ao-grupo/



Obama diz que estratégia russa na Síria 

(Ajudar o Governo Sírio contra o ISIS)

está 'condenada ao fracasso'

Presidente diz que Rússia deveria se unir à luta contra extremismo.



http://www.maurosantayana.com/2015/09/faltou-combinar-com-os-russos-os-eua-e.html

FALTOU COMBINAR COM OS RUSSOS 

- OS EUA E A SITUAÇÃO NA SÍRIA.


(Carta Maior|) -Tendo aberto a Caixa de Pandora na Síria, ao tentar retirar esse país da área de influência de Moscou, armando terroristas islâmicos para derrubar o governo - aliado russo - de Bashar Al Assad, e depois de destruir, nessa tentativa, a nação que tem mais refugiados hoje espalhados pelo mundo, Washington reconhece agora que terá de negociar com Moscou por meio de "discussões táticas práticas", para evitar "erros de cálculo" que possam colocar os EUA e a Rússia em conflito no teatro de operações sírio.

Incapaz de colocar tropas no local - seu negócio é brincar com joysticks, bombardeando apenas algumas posições do Estado Islâmico, um inimigo que eles próprios criaram, no Iraque e na Síria, dois países que estavam estáveis e em paz antes das recentes, em termos históricos, intervenções dos EUA e de seus aliados - Washington diz que quer evitar que algum soldado russo - existem vários deles no país, sediados na base naval russa de Tartus e na base aérea síria de Latakia - seja inadvertidamente ferido por ações militares "ocidentais", dirigidas contra os terroristas do EI.

Na verdade, por trás das declarações norte-americanas - "queremos evitar problemas", afirmou o porta-voz do Pentágono, Peter Cook - está o reconhecimento tardio dos EUA, de três situações óbvias;

Primeiro, a da tremenda imbecilidade estratégica que os Estados Unidos cometeram, ao incentivar e armar terroristas "islâmicos" para derrubar um governo leigo e estável, propiciando a destruição de todo um povo e o surgimento de um exército de psicopatas, assassinos e estupradores, que dificilmente será controlado nos próximos anos.

Em segundo lugar, a de que, sem o auxílio dos russos, combatendo ao lado de Bashar Al Assad, será impossível tentar ao menos enfraquecer o ISIS, ou EI, na frente síria, ou manter ali, ocupados, parte de seus combatentes, aliviando a pressão sobre outras frentes nas quais os Estados Unidos e a OTAN estão mais diretamente envolvidos, como a do Iraque.

E, em terceiro lugar, o reconhecimento do poder russo na Síria, como país sob influência direta de Moscou, que era justamente o que os EUA tentaram desafiar desde o início.

Não teria sido mais fácil ter feito isso há três anos, antes de arrebentar com  toda a região, e de provocar a morte de centenas de milhares de homens, mulheres e crianças e o exílio forçado, na maior parte para campos de refugiados no meio do deserto, de - até agora - um terço da população síria?

Por outro lado, para não dar o braço a torcer, os EUA e a União Europeia anunciaram também, nesta semana, que estão pensando em "prorrogar" as sanções contra Moscou, para além de 2015.

Eles têm é que pesar as consequências, para, também por ali, não continuar atirando contra si mesmos, transformando o pé em uma peneira. O agravamento da situação na Rússia tem direta influência sobre a economia e as condições de vida na Ucrânia, que depende de Moscou, entre outras coisas, para não congelar no inverno como um imenso picolé, até a medula.

Como já lembramos antes, se houver um conflito de maior escala entre a Rússia e a Ucrânia, a União Europeia será invadida por nova onda de refugiados, ao Leste, diante da qual as "invasões bárbaras" de pobres emigrantes, vindos do Mediterrâneo, vão parecer - com o perdão da palavra - uma brincadeira.
======================================

SENADORES AMERICANOS PEDEM AO PENTÁGONO E A C.I.A . 
PARA QUE PAREM DE ESTIMULAR O CONFLITO SÍRIO!

Senadores apelam ao Pentágono, Departamento de Estado e CIA -Agência Central de Inteligência para suspender o programa de treinamento de militantes da oposição síria por sua ineficácia. E admitem que essa posição de ir contra o Governo Sírio e apoiar a oposição só leva à escalada do conflito, ou seja, aumenta mais a guerra e a morte dos civis. Os Eua deveriam fazer como os Russos estão fazendo combater o ISIS (grupo terrorista) e a oposição síria (mercenários estrangeiros contra o governo). Quem deve ser apoiado é o Povo Sírio e o Estado Sírio legitimamente constituído, e não seu inimigos!

CHEGA DOS EUA ENTRAR E DESTRUIR O PAÍS DOS OUTROS!

Leia mais: http://br.sputniknews.com/mundo/20151003/2314627.html#ixzz3nafDPg3E

Putin explica como os Estados Unidos criaram o ISIS


Nenhum comentário: